Mais uma escola sofre tentativa de arrombamento em ST

Foto: Arquivo Farol de Notícias

Publicado às 03h53 deste sábado (18)

Com informações de Josi Souza

Após o relato de arrombamento em duas escolas estaduais de Serra Talhada no último final de semana, o Solidônio Leite e Irmã Elizabeth, de onde levaram um botijão de gás e dois notebooks, respectivamente, a direção da Escola Manoel Pereira Lins também relatou uma situação de violação das entradas da instituição para tentativa de furto.

Ao Farol de Notícias, a gestora escolar, Elza Rodrigues, confirmou a informação e deu detalhes da ação dos assaltantes que também aproveitaram o feriado de Páscoa para invadir o educandário. Segundo ela, aparentemente, os suspeitos não chegaram a levar nenhum patrimônio da escola, mas deixaram alguns prejuízos diante das investidas.

Veja também:   Datafolha aponta que 29% não se importam com vice

“Eles quebraram aqueles vidros da minha sala e tentaram arrombar a porta da coordenação, inclusive, por um triz eles não abriram a porta. Porque eles amassaram a porta, tanto na parte de cima quanto na parte de baixo. O que não facilitou eles entrarem foi a fechadura, que era reforçada, mas ficou entreaberta”, esmiuçou a diretora

MEDIDAS DE SEGURANÇA

Para tentar amenizar os efeitos do período de arrastões, as escolas afetadas pelos crimes tomaram diversas medidas protetivas para evitar novos casos de furto e arrombamento. No caso da Manoel Pereira Lins, a intenção é colocar grades de ferro nas portas para proteção da escola. Elza Rodrigues ainda acrescentou que a suspeita das gestoras é que tenha sido o mesmo assaltante a agir em todos os locais.

Veja também:   Confira a previsão de hoje (14/03) para seu signo

“Quando passar esse período ou até agora mesmo vou providenciar uns ferros para colocar de um lado a outro e colocar o cadeado. Todo dia quando a gente sair passa o cadeado em todas as salas. Ficamos sabendo que o mesmo homem que foi visto nas câmeras de segurança das outras escolas esteve sentado por muito tempo na esquina da escola em um banco que tem em um bar, acredito que observando a movimentação. Só não sabemos se foi no sábado (11) ou no domingo (12), a escola foi fechada na sexta-feira e na segunda, quando chegaram para abrir a escola já estava nessa situação”, finalizou.

Veja também:   Homem surta e tenta agredir mãe em ST