Do Diario de Pernambuco 

A massa de ar polar que chegou ao Centro Sul do país é a responsável pelo frio intenso no Distrito Federal nesta quinta-feira (29/7). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as temperaturas registradas nas primeiras horas do dia, em diferentes regiões administrativas do DF, não ultrapassaram 10ºC. A mínima foi de 7,6ºC, no Gama. No Plano Piloto, o registro foi de 9ºC.

Segundo a meteorologista Maiane Araújo, a massa de ar frio irá influenciar na condição do tempo ao longo do fim de semana. “Ela está começando a ter influência na região e nos próximos dias vamos sentir esse efeito”, garante. A temperatura máxima pode chegar a 24ºC, em Brasília.

O céu deverá permanecer com pouca nebulosidade na manhã desta quinta-feira e, ao longo do dia, o sol deve aparecer entre poucas nuvens. O DF completou 43 dias de estiagem e, segundo Maiane, deve continuar. “Continuamos sem previsão de chuva. Isso deve acontecer somente para o meio de agosto”, reforça.

Tempo seco

As taxas de umidade relativa do ar continuam baixas na capital federal. De acordo com o Inmet, ao longo da manhã desta quinta-feira, as taxas alcançaram cerca de 80%. A previsão é que nas horas mais quentes do dia, oscile de 30% a 25%. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), quando a umidade fica abaixo de 30%, é preciso cuidados especiais.

A orientação da Defesa Civil é beber, pelo menos, seis copos d’água por dia, pingar duas gotas de soro fisiológico em cada narina, ter toalhas molhadas e bacias de água nos quartos, usar roupas leves e, se possível, de algodão. Também faz parte das recomendações não fazer exercícios físicos entre 10h e 17h e evitar queima de lixo e entulho. Confira a orientação para cada nível de medição abaixo.

Veja também:   'Acorda, Pedrinho': banda explica origem da música que virou nº1

Confira a orientação para cada nível de medição:

Entre 21% e 30% por cinco dias consecutivos: estado de atenção
– Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h;
– Umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água;
– Consumir água à vontade.

Entre 12% e 20% por dois dias seguidos: estado de alerta
– Observar as recomendações do estado de atenção;
– Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 17h;
– Evitar aglomerações em ambientes fechados;
– Usar soro fisiológico nos olhos e nas narinas.

Abaixo de 12% por dois dias seguidos: estado de emergência
– Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;
– Interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h;
– Manter os ambientes internos úmidos.