Publicado às 05h50 deste domingo (17)

O cardiologista Lucas Novaes (União Brasil) foi o convidado da última sexta-feira (15) do programa Falando Francamente, na TV Farol. Ele é vice-Prefeito do município de Cabrobó, Sertão do São Francisco, e pré-candidato a deputado federal. Com uma rede de amigos e apoiadores na capital do xaxado, Novaes visitou Serra Talhada nesse sábado (16), onde realizou visitas, fez palestra, e justificou sua entrada na disputa eleitoral.

“Na verdade, eu entrei na política há dois anos. Eu e o atual prefeito de Cabrobó fizemos uma aliança, uma chapa de dois jovens, eu médico e ele delegado de polícia. A gente venceu a eleição de Cabrobó. Nós somos filhos de Cabrbobó e fizemos uma campanha muito bonita propositiva, conseguimos chegar ao cargo executivo. Este ano, em março, eu fui convidado por Miguel Coelho {pré-candidato ao governo do estado] para ser candidato a Deputado Federal pela União Brasil. Conversando com a minha família, com a minha esposa, gente acreditou que era um momento, a gente tinha uma oportunidade de tentar contribuir um pouco mais com a política e ajudar um pouco mais o sertanejo”, disse Lucas Novaes.

Veja também:   Jovem é morto por homens encapuzados em Belmonte

Durante a entrevista, o cardiologista foi provocado a comentar a descrença da maioria da população nos debates políticos, onde muita gente não deseja votar para candidatos proporcionais.

“Bem, é justamente por isso que eu acredito que a nossa candidatura tem uma oportunidade de trazer novidades. Eu sou jovem, entrei na política há pouco tempo, tenho minha profissão, eu sou cardiologista, sou hemodinamicista. Tenho como principal bandeira a saúde, principalmente a questão da cardiologia no Sertão como um todo. Veja, nós não temos um Hospital Público de coração para o Sertão, nós temos um único Hospital Público, o mais próximo que trabalha com a parte de cardiologia é o Hospital Metre Vitalino em Caruaru. Aqui  no Sertão, principalmente no Sertão Central, no Sertão do Araripe, do Sertão do São Francisco, a gente tem grande dificuldade para conseguir procedimentos cardiológicos, cirurgias cardíacas, cateterismo. Eu também sou especialista em hemodinâmica da parte de cateterismo. Isso é uma questão que desde a minha época de residente médico, estudante de medicina me tocava muito, os pacientes mais pobres tinham muita dificuldade de acesso a procedimentos cardíacos, e essa vai ser a minha principal bandeira. A gente está entrando para trazer a lembrança do sertanejo e trazer a lembrança da Saúde como um todo, focando também na área de cardiologia”, reforçou.

Veja também:   Saiba a programação da Festa de Setembro 2022