Publicado às 05h48 desta sexta-feira (29)

Rosane Cabral, 21 anos, moradora da Avenida Saco, em Serra Talhada, vive drama com via ”estourada” em frente de sua residência há algumas semanas. Conforme a jovem, o problema começou após as chuvas, a interferência de um morador, um serviço da prefeitura e o fluxo de veículos na via após a retomada das aulas presenciais da Uast. Rosane já entrou em contato com o Dnit e cobra que promessa de manutenção seja cumprida.

”A prefeitura veio fazer um serviço, arrumou até o meio da frente da minha casa com calçamento e do meio para lá deixaram o acostamento aberto, e do outro lado um dos moradores da rua tapou a passagem de água da pista, por isso a água empoçou no meio fio, que foi onde estourou a frente todinha, invadindo  minha casa. Uma semana depois começou as aulas da faculdade e como são muitos carros passando estourou a pista aqui na frente, começou estourar os canos”, lamentou, continuando:

”A Compesa veio, consertou, estorou de novo, e está um caos aqui em frente. A pista toda estourada, correndo risco de ocorrer um acidente. A Compesa vem ajeitar os canos, mas o DENIT também tem que vir arrumar a pista. Falei com o DENIT, pedi para eles virem aqui, vieram olhar e disseram que no mesmo dia iriam mandar uma equipe para resolver o problema, mas nunca mandaram e agora queria mostrar a nova situação da pista por conta disso”, concluiu Roseane.

 

Veja também:   Mãe toca fogo no genro e fica revoltada ao saber que ele não morreu