Fotos: Reprodução/Facebook

Publicado às 06h18 deste sábado (21)

Em 1946, o Padre Jesus Garcia foi convidado para rezar a primeira missa na vila e na ocasião escolheram Santa Rita de Cássia como padroeira, somente em 1989 tornou-se o 7º distrito de Serra Talhada, a vila foi crescendo, se destacando como produtora de milho, feijão, algodão, mamona, leite e gado e também tornou-se berço de lideranças políticas.

Entre 1948 e 1950 construíram a capela de Santa Rita de Cássia no distrito e desde então população dedica-se a atos de fé e devoção a padroeira com festejos no mês de outubro durante o período que o Padre Jesus celebrava as missas, quando Padre Afonso assumiu a Paróquia do Rosário transferiu a festa para o dia 22 de maio, Dia de Santa Rita de Cássia e atualmente está sob a liderança de Padre Jorge.

Dias antes de começar a festa, a população já se mobiliza promovendo noites de novenário ofertados a Santa Rita de Cássia, com muita fé, devoção e acompanhado do grupo de pífanos do distrito que existe há mais de 50 anos e é coordenado por um morador, o popular João Pedro. A reportagem do Farol conversou com devotos fervorosos da santa, nesta sexta-feira (20), que têm a fé ainda mais fortalecida durante o período de festejos.

”Desde criança, eu sempre frequentava a igreja, meus pais moravam lá e também eram devotos. Sou devota de Santa Rita, não só dela porque Nossa Senhora é uma só. Recordo que quando era criança não perdia uma noite de novena, meus e pais e meus avós eram noiteiros. Falar de Santa Rita para mim é um orgulho, nascemos e nos criamos lá, saí já tinha uns 14 anos, mas eu sempre pertencia aquele lugar, amo aquele lugar, minhas raízes são ali. Fico muito feliz de falar daquele lugar e sobre Santa Rita. Nunca me peguei com Santa Rita para não ser atendida é tanto que meu primeiro filho foi batizado na igreja de Santa Rita porque nasci em Santa Rita e queria batizar meu primeiro filho lá e assim foi feito”, disse Maria Helena Inácio de Oliveira.

Veja também:   Professor embala bebê para aluna assistir aula

PROMESSA E MILAGRE

Além de Helena Inácio, a reportagem conversou com duas moradoras do distrito que residem há décadas no local, devotas fervorosas e que foram alcançadas com graças e milagres através da fé, devoção e promessas que fizeram a Santa Rita de Cássia.

”Vou dar um testemunho, eu estava de cadeira de rodas, fiz uma promessa com ela que se eu andasse eu ia de joelho para a capela e assim eu fiz porque recebi a graça. Santa Rita é uma padroeira muito poderosa e todo ano nós temos as novenas, missas e as festas para comemorar”, testemunhou Maria Aparecida Limeira, moradora do Distrito há 50 anos.

”Sou devota de Santa Rita, todo ano a gente reza, no mês de maio, o mês todinho. Tenho muita fé, já recebi graça e agradeço a Deus e a Santa Rita. A gente está programando a festa domingo agora, vai ser muito bom. Que Santa Rita proteja nós todos com muita sorte e saúde, a comunidade de Santa Rita e o mundo inteiro”, pediu Regina Rodrigues, moradora de Santa Rita há mais de 30 anos.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA FESTA DE SANTA RITA AQUI