Do Diario de Pernambuco

Barcelona, Espanha- O arquiteto espanhol Ricardo Bofill, que assinou centenas de projetos ao redor do mundo e ganhou fama internacional com seus bairros de moradia social na França, faleceu aos 82 anos, nesta sexta-feira (14), em Barcelona, por complicações da Covid-19 – informou sua família à AFP.

‘Ele morreu há algumas horas’, disse Pablo Bofill, filho do arquiteto.

Ricardo projetou o aeroporto de Barcelona, o Teatro Nacional da Catalunha e os arranha-céus Donnelley e Dearborn em Chicago, entre outros. Na França, foi responsável, na década de 1970, pela criação de grandes conjuntos habitacionais sociais.

‘Para se despedir de Ricardo Bofill Levi, será realizado um ato, nos dias 26 e 27 de janeiro, no qual amigos, parentes e admiradores de sua arquitetura poderão se dirigir à emblemática sede do estúdio para homenagear o arquiteto’, disse a família em um comunicado.

‘O que eu sei fazer, o que eu acho que sei fazer, são duas coisas: uma, o desenho urbano. Fiz muito desenho urbano, desenho de cidades. É disso que eu gosto. E tentar inventar linguagens arquitetônicas diferentes e não repetir nunca’, disse ele em uma conferência em Barcelona, em junho de 2021.

Suas obras na França deram a ele o status de ‘arquiteto-estrela’, como Jean Nouvel, Norman Foster, Renzo Piano, Richard Rogers, ou, mais tarde, seu compatriota Santiago Calatrava.

Veja também:   Assisão precisou ser fortemente escoltado após São João na Bahia