Morte de jovem de 20 anos na Islândia assusta um dos países mais seguros do mundoA descoberta de um corpo de uma mulher de 20 anos em uma praia da Islândia chocou a população europeia nesta segunda-feira. O país é conhecido como um dos mais seguros do mundo, com uma média de 1,8 assassinatos registrados ao ano. A jovem Birna Brjansdottir, vendedora de uma loja de roupas, estava desaparecida há oito dias. Contudo, as autoridades ainda não sabem se foi homicídio ou não.
Em 14 de janeiro, a jovem foi vista pela última vez bebendo em bares da zona portuária de Reykjavík. Câmeras de segurança flagraram Birna cambaleando pelas ruas e entrando em um estabelecimento para comprar um sanduíche. Cerca de 725 voluntários procuraram pela mulher na capital do país, mas só encontraram o corpo em uma praia ao sul da cidade. A polícia acredita que tenha sido assassinato e dois suspeitos foram detidos. Foi a maior operação de busca e resgate na história do país, informou a imprensa local.
De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC), entre os anos de 1999 e 2009, a taxa mais alta de homicídios na Islândia foi de 1,8 por 100 mil habitantes. A maioria dos agentes de segurança do país não anda nas ruas armada. A primeira vez que um policial matou um suspeito foi em 2013, durante um tiroteio. Em alguns anos como 2003, 2006 e 2006, nenhum caso de homicídio foi registrado.
Veja também:   PM mata irmã a tiros e é detida pelo marido também policial