MPPE dá prazo de 15 dias para Márcia exonerar parentesPublicado às 05h42 deste sábado (20)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) concluiu Inquérito Civil recomendando a prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), que exonere, num prazo de 15 dias, todos os ocupantes de cargos comissionados, funções de confiança e gratificadas, além de contratos temporários, que sejam cônjuges ou companheiros, ou detenham relação  de parentesco consanguíneo, em linha reta, ou lateral, ou por afinidade até o terceiro grau.

A recomendação também vale para Câmara de Vereadores. Vice-Prefeito, Secretários Municipais, Chefe de Gabinete, Procurador-Geral do Município, Vereadores ou de servidores detentores de cargos de direção, chefia ou de assessoramento da Administração Municipal.

Veja também:   Moradores denunciam lixão em Serra Talhada e ameaçam protesto

No documento de sete páginas, assinado pelo promotor de Justiça, Vandeci de Sousa Leite, fica claro que as exonerações devem ser feitas dentro do prazo, e a gestão se abstenha em fazer contratações futuras.

“Solicita-se seja dada divulgação imediata e adequada à presente recomendação e adotadas as providências necessárias a prevenir eventuais violações da lei, bem como ressalte-se que o não atendimento à presente Recomendação poderá implicar a adoção de medidas necessária a sua implementação por este Órgão Ministerial”, reforça Dr, Vandeci Leite.

Veja também:   Vereador cobra do sec. de Márcia: 'Melhor entregar o cargo'