Fotos: Farol de Notícias/Celso Garcia

Publicado às 12h08 desta quarta-feira (12)

O clima foi de muita emoção nesta quarta-feira (12), durante o sepultamento da advogada e professora serra-talhadense, Ana Maria de Carvalho, 70 anos, filha do saudoso Expedito Pereirinha e Maria Emília Carvalho. Ela faleceu ontem (terça-feira), aos 70 anos, depois de lutar, por três anos, contra um doença renal e diabetes.

Familiares e amigos compareceram a Casa de Homenagens Póstumas Bezerra de Melo para o último adeus. Às 8h30 o cortejo deixou o local, no Centro, em direção ao cemitério, no bairro Bom Jesus. A Ordem de Advogados do Brasil emitiu moção de pesar, e muita gente teceu comentários no Farol, após a divulgação da notícia.

“Tive o privilégio de ser o seu aluno na Escola Irmã Elisabeth na segunda metade da década de 80. Era uma educadora extraordinária. Além disso, sempre tratava os seus discentes com o mais profundo respeito e atenção. Um ser humano inesquecível. Fará muita falta, sobretudo, neste mundo sem empatia em que vivemos hoje. Que a a minha, a nossa professora descanse em paz. Os meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos. Do jornalista e eterno aprendiz”, escreveu o serra-talhadense Pedro Ferreira, que reside no estado de São Paulo.

Já o professo Miguel Leonardo, membro da Academia Serra-Talhadennse de Letras (ASL), ressaltou o perfil dinâmico da professora. “No início da minha carreira docente tive o privilégio de trabalhar com a mesma, com a qual muito aprendi. Sabia conviver com todas as pessoas e tinha uma conversa agradável”, resumiu.

Veja também:   Mensagem de massacre em escola do Pajeú é descoberta