Mulher vítima de estelionato - Foto: Reprodução
Mulher vítima de estelionato – Foto: Reprodução

Os registros de boletins de ocorrências da Delegacia de Polícia Civil de Serra Talhada estão repletos de casos de estelionato e fraude. Diariamente, o Farol de Notícias recebe casos de golpes financeiros aplicados via internet.

Na tarde da última terça-feira (9) uma serra-talhadense recebeu via e-mail uma notificação de uma compra em seu cartão de crédito no valor de R$ 1.200.

A transação estaria em análise e para cancelar o procedimento, ela deveria entrar em contato por um telefone informado na mensagem eletrônica.

Após entrar em contato pelo 0800 lhe enviaram um código, que se tratava de uma chave pix para copiar e colar no aplicativo do banco.

Ela entendeu que caiu em um golpe após realizar o procedimento. O estelionatário ainda informou que tentaram realizar um empréstimo em sua conta.

Veja também:   'Golpistas do Pix' voltam a agir em ST com crime de R$ 3,2 mil

Bem como, o golpista questionou se a vítima queria impedir o empréstimo. Ela desligou a chamada com medo.

Em uma nova tentativa, informaram que eram os gestores do banco digital. Logo depois, a vítima procuou a polícia.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

CINCO DICAS PARA NÃO CAIR EM GOLPES

1. Desconfie de qualquer promessa milagrosa

O ditado popular já diz “quando a esmola é demais, o santo desconfia”. A dica é: promoções muito chamativas, investimentos com lucratividade altíssima e vantagens muito absurdas podem ser um grande indicativo de que algo está errado.

2. Pesquise a reputação das empresas

Se você nunca comprou com aquela empresa ou quer utilizar um serviço de uma marca que não conhece, pesquise a fundo! A dica é: vá ao perfil das redes sociais da empresa e olhe os comentários nas postagens.

Veja também:   Vendedor de Serra Talhada leva calote de R$ 4 mil e procura polícia

3. Suspeite de links

Tenha cuidado com os links recebidos por e-mail, redes sociais, SMS ou até mesmo pelo WhatsApp. A dica é: não clique em links que você não conhece a origem e, caso acesse, não insira dados pessoais ou realize compras.

4. Não passe seus dados pessoais e número do cartão para ninguém

Seus dados pessoais são seu maior bem! A dica é: não repassar dados do cartão de crédito. Caso precise enviar para pessoas de confiança, prefira repassar os dados de um cartão virtual.

Veja também:   Mulher tem dinheiro do Bolsa Família sacado em agência de ST

5. Não faça transferências para terceiros

De forma alguma, coloque seu dinheiro na mão de outras pessoas. A dica é: não faça transferências após pedidos por e-mail, solicitações por links desconhecidos ou em aplicativos sem certificações.

FUI VÍTIMA DE GOLPE, O QUE FAZER?

Em golpes financeiros que usam técnicas de engenharia social, que iludem e manipulam a vítima, é mais difícil reconhecer de cara. Se isso acontecer com você ou com algum conhecido, faça o seguinte:

  • Bloqueie o cartão utilizado, seja virtual ou não;
  • Avise à instituição financeira que foi vítima de golpe;
  • Reúna provas, como prints, conversas e comprovantes;
  • Vá até a delegacia e registre um Boletim de Ocorrência.

Do Blog PagBank