Mulher estuprada é suspeita de furto

Polícia Civil apreendeu e registrou os 14 aparelhos de celular furtados pela quadrilha durante a Festa de Setembro

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Publicado às 14h20 desta quinta-feira (6)

Um assustador caso de estupro ocorrido após os shows da Festa da Setembro 2018, na madrugada desta quinta-feira (6), no Pátio de Eventos Waldemar Oliveira, teve um desenrolar surpreendente para a Polícia Civil de Serra Talhada. A vítima é suspeita de integrar a quadrilha de roubos e furtos de celular, que estava atuando no evento [relembre].

Por volta, das 5h da manhã os seguranças contratados flagraram um homem debruçado em cima do corpo de uma mulher desacordada. De acordo com a Polícia Civil, em contato com o FAROL DE NOTÍCIAS, o homem tirou parte da roupa da vítima e estava com a mão em sua genitália.

Veja também:   Serra Talhada recebe lote com mais de 2 mil vacinas contra a Covid-19

Os seguranças impediram que a violência continuasse e acionaram a Polícia Militar, enquanto o Corpo de Bombeiros socorreu a vítima para o Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães (Hospam). A mulher teria desmaiado após o uso excessivo de bebida alcoólica.

FORAGIDA

Ao FAROL, a Civil revelou que a mulher suspeita ter sido estuprada não foi encontrada. No momento em que a equipe de investigação foi até o Hospital Regional (Hospam) ouvi-la, foi informada pela equipe médica que a mulher recebeu alta e deixou a unidade. Agora, ela é considerada foragida e está sendo procurada pela polícia.

Veja também:   Vereador denuncia secretário que faz 'política imoral' em ST

O caso de estupro ainda não foi registrado, pois precisa que a vítima confirme a violência através do Boletim de Ocorrência (B.O.). No entanto, o estuprador permanece detido na delegacia até que a mulher apareça e confirme o ato. Se a vítima não queixar o crime ele (o suspeito) poderá ser liberado.

INTEGRANTE DA QUADRILHA

Ainda segundo o relato da Polícia Civil, uma intrigante teia de coincidências se formou. Enquanto a Polícia Militar encaminhava o suspeito de furto para a Delegacia local, as duas primeiras integrantes da quadrilha de roubos de celular estavam sendo ouvidas.

Veja também:   Agência abre postos para vendedores em ST

Logo em seguida, uma terceira mulher chegou em um táxi até a delegacia em busca das duas suspeitas, apresentando nomes diferentes, mas indicando que elas eram todas da cidade de Juazeiro do Norte-CE. Desconfiando da movimentação, a equipe policial revistou o veículo e encontrou os 14 celulares furtados na festa.

Após o depoimento das três mulheres, uma de 42 anos, outra de 39 anos e a terceira de 19 anos, a Polícia Civil descobriu que a vítima de estupro é a quarta integrante da quadrilha. O taxista, que tem 27 anos, também pode estar envolvido nas crimes.

Mulher estuprada é suspeita de furto