O calçadão e a Feira dos Colchões nos anos 1970 em ST

Publicado às 05h58 deste sábado (25)

Por Adelmo Santos, Poeta e escritor, ex-presidente da Academia Serra-talhadense de Letras

Essa feira acontecia no final da Praça Dr. Sérgio Magalhães, onde hoje fica o palco durante as festas de setembro. Ao fundo do lado esquerdo dar pra ver as “Casas Pernambucanas” e a direita, a loja “A Majestosa”, que ficam no início da rua Agostinho Nunes Magalhães.

Nos anos 70 era assim, sempre as segundas-feiras, existia essa feira pelas calçadas das lojas. Essa feira era montada pelos proprietários, era uma feira de tecidos que se apresentava ao povo e ficava toda prosa. As pessoas iam chegando olhando as mercadorias, escolhendo e comprando.

Veja também:   BBB usa boneco negro como esponja de prato e gera revolta nas redes sociais

Tinham colchões e lençóis, tinham fronhas e edredons. Tinha muito movimento. Seu Modesto, Augusto Duarte, João do Bode e Otacílio Batista que eram donos de lojas, deixavam a feira sortida cheia de mercadorias espalhadas pelo chão. Os produtos mais vendidos, que o povo escolhia, era sempre os colchões.

Essa era com certeza a feira dos acessórios, onde o povo procurava a peça que lhe faltava pra com compor seu dormitório. Quando eu vejo essa foto eu sinto muita emoção, essa feirinha ficava alí bem no fim da Praça, em cima do calçadão.

Veja também:   Jovens resgatados de caverna viram monges