ONU confirma recorde de temperatura de 48,8°C na Europa continental
Aquecimento do planeta afeta todos os setores da sociedade – Foto: Joedson Alves / Agência Brasil

Por Folha de Pernambuco

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) confirmou nesta terça-feira o recorde de temperatura de 48,8°C registrado em 11 de agosto de 2021 na ilha italiana da Sicília.

“Um painel internacional de cientistas verificou a temperatura registrada por uma estação meteorológica automatizada em Siracusa, na ilha italiana da Sicília”, afirmou a agência da ONU em um comunicado.Embora o recorde tenha sido reconhecido pela OMM, não foi verificado de forma independente pela organização, ao contrário do que foi registrado em agosto na Itália.

Veja também:   Guarda municipal evita tentativa de feminicídio nesta 6ª em ST

A OMM verifica com muita precisão os dados, assim como os instrumentos e as condições em que foram registrados. O procedimento explica a razão pela qual o novo recorde foi validado dois anos e meio após a data.

“Uma análise tão minuciosa nos dá a certeza de que os recordes de temperaturas são medidos de maneira adequada”, afirmou o geógrafo americano Randall Cerveny, relator da OMM para o clima e os fenômenos meteorológicos extremos.

“Além disso, o estudo demonstra a tendência alarmante da persistência de temperaturas recordes em determinadas regiões do mundo”, destacou.

Os resultados do estudo realizado pelo painel de cientistas foram publicados na revista ‘International Journal of Climatology’.

Os possíveis recordes apresentados à OMM são “imagens instantâneas do nosso clima atual e é possível, inclusive provável, que no futuro aconteçam na Europa fenômenos extremos ainda mais graves”, acrescentou Cerveny.

Veja também:   Atentado do Boko Haram deixam 30 mortos