Do Terra

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o que seria parte da ação do drone que sobrevoou o evento que participavam de Lula e Kalil e despejou uma substância sobre os apoiadores dos políticos, nesta quarta-feira, 15, em Uberlândia. Na gravação, um dos operadores do drone afirma que eles jogavam veneno contra as pessoas.

Em outro trecho da gravação, o operador também disse que já havia despejado “dois litros”, mas que ainda havia mais conteúdo para ser jogado. Uma das pessoas que está com ele, ainda o incentiva a jogar o líquido em cima do palco.

Três pessoas foram presas pelo uso do drone para atacar apoiadores do ex-presidente e despejar a substância contra as pessoas.

Inicialmente especulou-se que a substância fosse composta por fezes e urina, mas a assessoria de imprensa de Lula descartou essa possibilidade. “O drone jogou sobre algumas pessoas que já se encontravam no local um líquido mau cheiroso, provavelmente uma substância conhecida como chama mosca. Policiais militares, que trabalhavam no apoio ao evento, interceptaram uma caminhonete onde estavam três homens com o equipamento. Eles foram presos em flagrante”, informou em nota.

Os apoiadores de Lula esperavam a liberação para entrar no Centro Universitário do Triângulo, local onde aconteceria o ato. O evento contou o apoio do ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD), pré-candidato ao Governo de Minas Gerais.

 

Veja também:   Ladrões furtam até fios de alta tensão em bairro de ST