Pagamento do PIS PASEP 2024: Quando o calendário deve começar?

Foto: Reprodução/Banco de imagens

Por FDR Notícias

Realizado anualmente, o pagamento do PIS Pasep representa uma renda extra para milhares de trabalhadores brasileiros. Em 2024, o pagamento que será realizado é relativo ao ano base de 2022. No entanto, apesar da proximidade do novo ano, ainda não há previsão de quando o dinheiro será disponibilizado.

Tradicionalmente, o calendário do PIS Pasep só costuma ser divulgado durante o mês de dezembro. Dessa forma, a expectativa é que as datas de liberação sejam informadas aos trabalhadores ainda neste mês.

Veja também:   Brasil registra 722 feminicídios no 1º semestre de 2023

Já com relação ao pagamento, caso siga o padrão dos anos anteriores, ele deverá ser iniciado oficialmente no mês de fevereiro. No entanto, vale lembrar que, como o calendário ainda não foi divulgado, as possíveis datas são apenas previsões.

Apesar de ainda não existir uma confirmação, já é possível que os trabalhadores saibam se terão direito ou não ao pagamento, tendo em vista que as regras para a liberação do abono não foram modificadas.

Saiba quem tem direito ao pagamento do PIS/Pasep:

  • O abono salarial pode ser sacado por trabalhadores que estão inscritos no programa há, pelo menos, cinco anos;
  • A inscrição é realizada automaticamente durante o primeiro registro formal de trabalho;
  • Para receber o pagamento anual é preciso ter exercido alguma atividade formal por, pelo menos, 30 dias durante o ano base do cálculo do abono salarial;
  • O abono só é pago para trabalhadores que possuem renda de, no máximo, dois salários mínimos;
  • No caso de servidores públicos, o pagamento é efetuado pelo Banco do Brasil;
  • Já para trabalhadores da iniciativa privada, a responsabilidade é da Caixa Econômica Federal;
  • Quando o pagamento for liberado, o trabalhador deverá procurar a instituição financeira responsável pelo pagamento para solicitar o saque do abono.
Veja também:   Mourão diz que briga entre Bolsonaro e Doria é "tudo politicagem"