Do Diario de Pernambuco 
Robert Downey Sr, pai do ator Robert Downey Jr, morreu, aos 85 anos, em casa, nos Estados Unidos. O ator lamentou a perda do pai e informou nas redes sociais que falecimento foi na noite dessa terça-feira (6): “Na noite passada, meu pai faleceu tranquilamente durante o sono, após anos lutando contra as devastações do Parkinson”.
O ator relembrou ainda sobre a carreira do pai: “Ele foi um verdadeiro cineasta independente e se manteve otimista o tempo todo. De acordo com os cálculos das minhas madrastas, eles foram casados e felizes por pouco mais de 2000 mil anos”.
Além de ficar muito conhecido por ter dirigido Putney Swope, Downey Sr. trabalhou como ator e diretor regularmente dos anos 1950 até 2011, quando apareceu em seu último filme, Roubo nas alturas. Depois disso, ele fez apenas mais uma aparição no Saturday Night Live.
E não foi só no cinema que ele trabalhou. Dirigiu alguns episódios de séries de TV, como Além da imaginação, em 1985. Nos últimos 10 anos, Downey Sr. viveu com Rosemary Rogers, a esposa, em Nova York, onde nasceu.
A relação com o filho, contudo, nem sempre foi positiva. Segundo Rober Downey Jr., foi o pai que o introduziu ao mundo das drogas quando ele tinha ainda 6 anos de idade. “Quando eu e meu pai íamos consumir drogas juntos, era como se ele estivesse tentando expressar seu amor por mim da maneira que só ele sabia como”. Esse convívio acabou levando o ator ao vício e consecutivas prisões nos anos 90. Após reabilitação, Robert Downey Jr. voltou a fazer sucesso nos cinemas e se reconciliou com o pai, que se diz arrependido pelo uso de drogas.