Paraquedista brasileiro morre após colidir no ar durante salto
Brasileiro morre após colisão durante salto de paraquedas na Flórida, EUA
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Por G1

Um paraquedista brasileiro morreu após colidir com outro profissional durante um salto nos Estados Unidos. Giulianno Scotti, de 42 anos, era natural de Manaus, no Amazonas. O acidente aconteceu na segunda-feira (1º), na Flórida.

Segundo o Departamento de Polícia de DeLand, cidade onde ocorreu o acidente, as investigações preliminares apontam que os dois profissionais colidiram no ar por volta das 14h (horário local). O corpo do brasileiro foi localizado em um quarteirão de uma avenida da cidade.

Veja também:   TRAGÉDIA: No Sertão, filho depressivo mata mãe de 68 anos e comete suicídio

Ainda conforme a nota emitida pela polícia, as equipes de socorro tentaram salvar Giulianno, mas ele teve a morte declarada ainda no local onde foi achado. Já o segundo paraquedista foi socorrido e, de acordo com os agentes, teve apenas ferimentos leves.

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

“O corpo da vítima foi entregue ao Gabinete do Médico Legista do Condado de Volusia, que realizará uma autópsia para determinar a causa da morte”, diz o comunicado.

Pelas redes sociais, admiradores de Giulianno lamentaram a morte dele. Muitos comentaram na última postagem do profissional, feita em dezembro do ano passado.

Giulianno utilizava as redes sociais para mostrar um pouco das suas aventuras pelos ares. Em diversos posts, o amazonense aparece saltando de paraquedas em vários lugares do mundo.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Em julho de 2021, o paraquedista disse ter sofrido uma pequena lesão nas costas, o que o impediu de participar do Mondial-2020, que ocorreu na Rússia.