palacioTodos os partidos que fazem oposição ao governo do prefeito Luciano Duque (PT), estão com agenda marcada com o governador Paulo Câmara, na próxima segunda-feira (5), em Recife. A informação é do deputado federal licenciado Sebastião Oliveira (PR), que durante conversa com o FAROL, nesta quinta-feira (1), afirmou que o governador socialista vai abrir as portas do Palácio das Princesas para uma audiência especial sobre a Capital do Xaxado.

“Instituto Médico Legal (IML), Delegacia da Mulher, Hospital do Sertão, Corpo de Bombeiros, Centro de Hemodiálise, além de outras demandas para Serra Talhada serão discutidas com o governador. Vamos convocar todos os dirigentes dos partidos de oposição para fazer coro em defesa da nossa cidade”, reforçou Oliveira, fazendo questão de relacionar o rol dos convidados:

Veja também:   Exportações de PE dependem da Argentina

“O ex-prefeito Carlos Evandro e o Dr. Fonseca já confirmaram presença. Mas vamos convidar João Duque Filho (PMDB), Marquinhos Dantas (PP), Jailson Araújo (PSDC), Ari Amorim (Psol) que diz ser oposição, enfim, todos que desejam um projeto alternativo para Serra Talhada”. Também está confirmada as presenças de Allan Pereira, presidente do PR , Ênio Melo, presidente do PPS local e o ex-prefeito Geni Pereira (Pros).

REAÇÃO

O agendamento da reunião acontece uma semana depois o prefeito Luciano Duque ter alavancado uma série de filiações partidárias, e de ter feito uma reunião à portas fechadas com o secretário das Cidades, André de Paula (PSD). Nos bastidores, comenta-se que a oposição pode iniciar uma estratégia de reação aos atos do prefeito petista, que vem pregando uma sintonia com o Palácio das Princesas.

Veja também:   Dez capitais apresentam sinais de crescimento de Covid-19, diz Fiocruz

“O prefeito só pensa e fala na reeleição, parece que não há problemas para serem resolvidos em Serra Talhada. Ele (Duque) não para de lançar factoides. Mas a nossa pauta é propositiva e por Serra Talhada. Este não é o momento de debater eleições com o governador, mas de propor alternativas ao nosso povo”, resumiu o deputado.