A pandemia de coronavírus está mudando os hábitos de consumo das pessoas pelo mundo. Já tivemos uma Páscoa e um Dia das Mães diferente este ano. Uma pesquisa feita pela Azulis apontou as principais mudanças: comemorações virtuais pelo WhatsApp e compras online de presentes.

No Brasil, que em junho, deve se tornar o epicentro mundial do surto de Covid-19, os casais planejam comemorar o Dia dos Namorados virtualmente e presentear os seus amados através de compras online. E para fazer as compras, os brasileiros devem escolher os melhores cartões sem anuidade.

O Dia das Namorados é uma data em que estamos acostumados a estar junto de quem amamos. Em um mundo impactado pela pandemia, as regras de distanciamento social impedem que casais que não moram juntos possam se encontrar para comemorar esta data.

Pouco mais de oito mil pessoas foram entrevistadas durante o mês de maio e os resultados mostram que as pessoas preferem comemorar virtualmente e compras presentes em lojas online para evitar o contato e diminuir os riscos de contágio pelo novo coronavírus.

Boa parte dos casais que não moram juntos prefere se comunicar virtualmente.

Dos entrevistados, apenas 12,79% das pessoas responderam que estamos visitando regularmente seus parceiros (as). A maior parte dos casais (46,38%) entrevistados moram juntos, porém outros 40,83% responderam que estão mantendo a distância e preferem se comunicar virtualmente por precaução.

Dos entrevistados, a maioria não comemorou o Dia dos Namorados no ano passado, o que indica que muitos compromissos são recentes. Infelizmente por conta da pandemia, não será dessa vez que a comemoração será realizada em encontro físico.

Compras online devem aumentar no Dia dos Namorados.

Assim como aconteceu no Dia das Mães e a Páscoa, as pessoas estão preferindo fazer compras online para presentear pessoas queridas. E no Dia dos Namorados não será diferente, devido à pandemia a maior parte do comércio está fechada por conta das medidas de isolamento social e isso impede que as pessoas façam compras presencialmente.

Com a queda no faturamento de comércios e o aumento da taxa de desemprego nos últimos meses, a renda pode diminuir o potencial de compra dos brasileiros. Entre os entrevistados, 11,86% ganham entre dois e quatro salários mínimos, já a grande maioria (82,59%) dos entrevistados recebe até dois salários mínimos.

A pesquisa mostra que a maior parte das pessoas comprou seu presente no ano passado no shopping (24,06%) ou em uma loja local (31,13%). Apenas 13, 21% das pessoas disse ter comprado o presente de Dia dos Namorados pela internet em 2019.

O presente preferido no ano passado foram as roupas (36,26%), seguido perfumes (15,79%) e doces (14,82%). Em 2019, a maior parte dos entrevistados (35,67%) gastou até R$ 60 com o presente de Dia dos Namorados, enquanto outros 34,50% gastaram entre R$ 60 e R$ 120.

Comemorações virtuais pelo WhatsApp devem bombar nesse Dia dos Namorados

Entre os entrevistados, 53,54% pretendem comemorar virtualmente, enquanto outros 33,73% devem se encontrar pessoalmente. E o aplicativo escolhido para as comemorações virtuais do Dia dos Namorados deste ano foi o WhatsApp. O famoso aplicativo de mensagens foi o escolhido de 79,71% dos entrevistados.

Aplicativos de videoconferência como o Skype e o Zoom também foram citados na pesquisa. E por incrível que pareça, mesmo com tanta tecnologia, 6,18% dos entrevistados disseram que pretendem comemorar a data por telefone.

Lives e séries são os programas preferidos para comemorar o Dia dos Namorados.

Enquanto no ano passado, os programas preferidos dos casais foram o jantar em restaurantes (86,68%) e à ida ao cinema (86,23%), neste ano de comemorações virtuais as lives e as séries são os programas preferidos dos casais.

As medidas de isolamento social fizeram com que as lives se popularizem ainda mais na web. E obviamente, comemorar o Dia dos Namorados assistindo a live do artista preferido do casal foi a opção mais citada entre os entrevistados, 87,14% devem comemorar a data assistindo a uma live em casa.

Assistir filmes e séries já era um dos programas mais preferidos dos casais antes da pandemia, e neste momento em que os encontros são virtuais ou que as comemorações devem ser feitas em casa, esses programas são cada vez mais realizados por casais.

Esse deve ser o programa que embalará o Dia dos Namorados de 76,61% dos entrevistados, sendo uma excelente opção para quem no ano passado comemorou a data levando o parceiro (a) ao cinema.

As comemorações em casa também devem ser pautadas por jantares. Como precaução para evitar aglomerações e com restaurantes funcionando apenas para retirada ou entrega, 65,06% dos entrevistados disseram que comemorarão o Dia dos Namorados fazendo jantares especiais em casa.

Sem dúvidas, o Dia dos Namorados deste ano será diferente. Mesmo que em junho, algumas cidades estejam começando a reabrir o comércio, o fato do Brasil se tornar o epicentro mundial da pandemia deve afastar a maioria das pessoas de locais que geram aglomerações.