Da Revista Forum

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Uma operação da Polícia Federal (PF) e de Auditores do Trabalho resgatou dois marinheiros que trabalhavam e viviam em condições análogas à escravidão. As vítimas estavam em um navio fundeado na Baía de Guanabara, Rio de Janeiro.

O nome e a procedência da embarcação, assim como a identidade do proprietário, não foram revelados pelas autoridades que atenderam à ocorrência.

Os trabalhadores foram levados pelos Auditores do Trabalho à sede da instituição. No local, depuseram e, em seguida, foram encaminhados para hotéis, onde aguardarão outras providências.

“A empresa responsável pela embarcação será autuada pela fiscalização do trabalho, que, posteriormente, remeterá à Polícia Federal relatório de fiscalização, visando a instauração de inquérito policial para apurar os fatos”, informou a PF.