Do G1

As farmacêuticas Pfizer e Moderna pediram autorização, nesta terça-feira (1º), para uso de suas vacinas contra a Covid-19 na Europa. As solicitações foram feitas à Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que pode decidir sobre os usos até 29 de dezembro e 12 de janeiro, respectivamente – a depender dos dados sobre qualidade, segurança e eficácia das vacinas.

Segundo a EMA, as autorizações só podem ser feitas tão rapidamente porque a agência já vinha recebendo dados sobre ambas as vacinas de forma contínua.

Ambas as farmacêuticas já haviam pedido aprovação para uso emergencial de suas vacinas nos Estados Unidos. A solicitação da Moderna foi feita na segunda-feira (30); a da Pfizer, no dia 20 de novembro. Esta última desenvolve sua vacina candidata junto com o laboratório alemão BioNTech.

A eficácia da vacina da Pfizer foi de 95%, enquanto a da Moderna foi de cerca de 94%.

Na prática, se uma vacina tem 94% de eficácia, isso significa dizer que 94% das pessoas que tomam a vacina ficam protegidas contra aquela doença.