PIS 2024: nascidos em fevereiro já podem sacar abono; confira calendário
Calendário do PIS Pasep 2024 – Foto: Agência Brasil | Arte: NE10

Do JC Online

A partir desta sexta-feira (15), os brasileiros nascidos em fevereiro que têm direito ao abono salarial do PIS ou do Pasep podem efetuar o saque correspondente ao ano-base de 2022.

Esta é a segunda fase de liberação dos benefícios neste ano, seguindo o cronograma iniciado com os nascidos em janeiro em fevereiro passado.

abono é destinado a trabalhadores que receberam uma média mensal de até dois salários mínimos durante o ano de 2022, com um mínimo de 30 dias de trabalho remunerado.

Veja também:   Prazo para sacar PIS/Pasep termina nesta quinta (28); consulte

PIS/PASEP

PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado e é pago pela Caixa Econômica Federal. Aqueles que possuem conta corrente ou poupança na Caixa terão o valor depositado automaticamente.

Para os demais, o acesso ao benefício será feito através do aplicativo Caixa Tem, da conta digital, ou pelos canais de atendimento físico, como agências, lotéricas e terminais de autoatendimento.

Já o Pasep é direcionado aos funcionários públicos e é administrado pelo Banco do Brasil. O pagamento será realizado por meio de crédito em conta bancária, transferência via TED, PIX ou presencialmente nas agências do Banco do Brasil.

Veja também:   PIS/Pasep 2023: 500 mil trabalhadores podem sacar abono salarial; confira datas

COMO SERÁ O PAGAMENTO DO PIS PASEP?

Os pagamentos são escalonados de acordo com o mês de nascimento de cada trabalhador.

  • Janeiro – 15 de fevereiro de 2024;
  • Fevereiro – 15 de março de 2024;
  • Março – 14 de abril de 2024;
  • Abril – 15 de abril de 2024;
  • Maio – 15 de maio de 2024;
  • Junho – 15 de maio de 2024;
  • Julho – 15 de junho de 2024;
  • Agosto – 15 de junho de 2024;
  • Setembro – 15 de julho de 2024;
  • Outubro – 15 de julho de 2024;
  • Novembro – 15 de agosto de 2024;
  • Dezembro – 15 de agosto de 2024.

VALOR DO PIS/PASEP 2024

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), responsável pela organização dos pagamentos, estima que mais de 24 milhões de trabalhadores receberão o abono, com valores variando de R$ 118 a R$ 1.412, dependendo do número de meses trabalhados em 2022.

Veja também:   Benefício extra de R$ 300 para mães pode começar a valer