PL destituirá assassino de Chico Mendes do comando
Foto: Reprodução / Instagram

Da Carta Capital

O presidente do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto recomendou, na noite desta terça-feira 27, a destituição de Darci Alves Pereira, condenado pelo assassinato do ambientalista Chico Mendes, da presidência do diretório do partido em Medicilândia, no Pará.

Segundo dados disponíveis para consulta no Tribunal Superior Eleitoral, Pereira foi indicado para assumir o diretório em novembro do ano passado. Nas redes sociais, ele se anuncia como pré-candidato a vereador.

Em nota, o presidente da sigla afirmou que desconhecia o fato de Pereira, conhecido como “Pastor Daniel”, ser a mesma pessoa condenada pelo assassinato ocorrido em 1988.

Veja também:   Jovem é presa por tráfico de drogas em ST
Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

“Agradeço à imprensa por trazer ao nosso conhecimento esse importante fato. Diante dessas circunstâncias, recomendei ao presidente da estadual do PL do Pará, deputado Éder Mauro, a imediata destituição de Darci Alves Pereira do cargo, conhecido atualmente como Pastor Daniel”, disse.

Darci Alves Pereira se estabeleceu em Medicilândia após cumprir parte da pena pela execução do ambientalista.

Chico Mendes tinha 44 anos, em 1988, quando foi morto com um tiro no peito no quintal de sua casa, em Xapuri, no Acre.

Veja também:   PM intercepta 'delivery' de maconha em ST

Dois anos depois, Pereira se entregou à polícia e confessou o crime. Em dezembro de 1990, ele e seu pai, Darly Alves da Silva, foram condenados a 19 anos de prisão.

Apesar do anúncio, a saída de Pereira do cargo ainda não foi oficializada.