Do Terra

A soldado Rhaillayne Oliveira de Mello afirmou que “já tinha diversos problemas de relacionamento” com a comerciante Rhayna Oliveira de Mello, em depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI). A PM foi presa em flagrante pela morte da irmã no último sábado, 6.

A prisão foi efetuada pelo próprio marido de Rhaillayne, o também PM Leonardo de Paiva Barbosa. O crime aconteceu  em um posto de gasolina no bairro Camarão, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

De acordo com informações do jornal ‘O Globo’, Rhaillayne afirmou na delegacia que  “no momento dos fatos foi vítima de diversos xingamentos” realizados pela irmã. A suspeita confirmou a autoria do crime.

Veja também:   Motociclista tenta fugir da PRF e quase atropela policiais em ST

A publicação afirmou que a PM mostrou descontrole em vários momentos e chegou a dizer que “queria a irmã de volta”. O laudo do exame de corpo delito mostrou que ela “bateu com algemas na própria testa” e que ela “arrancou as unhas dos dedos mínimos das mãos”.

Ouvido na delegacia, Leonardo de Paiva Barbosa afirmou que a mulher aparentava estar sem paciência nos últimos dias e vinha se mostrando nervosa.