Publicado às 17h11  desta quarta (7)

Com texto e foto do G1/Bahia

A Polícia Civil afirmou que o policial militar, natural de Serra Talhada, assassinado a tiros em um bar em Juazeiro da Bahia, pode ter sido morto por vingança. O crime ocorreu na noite de segunda-feira (5), no bairro Alto do Cruzeiro, e a arma do soldado também foi levada [relembre].

Márcio Magno Pereira Nascimento era lotado na unidade de Curaçá, município baiano vizinho, e, segundo as testemunhas, era um dos sócios do estabelecimento. De acordo com a polícia, os laudos já foram expedidos e os depoimentos das testemunhas já foram agendados.

Câmeras de segurança do bar flagraram toda a ação. De acordo com a polícia, dois homens participaram da morte do PM. Pelas imagens é possível ver o momento em que um dos homens entra em um bar onde está o policial. O suspeito faz um pedido ao garçom e antes mesmo do retorno do funcionário, ele saca a arma e disparos várias vezes contra o policial, que morreu no local. Além do policial, nenhuma das pessoas que estava no bar foi ferida.

Veja também:   STF aprova licença-paternidade de 180 dias para pais solo