Prefeito processa mulher por danos morais após mensagens em grupo

Foto: Lucas Correia/Arquivo NSC

Por Metrópoles

Mensagens em um grupo de WhatsApp levaram o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira (PL), a processar uma usuária do aplicativo e pedir indenização por danos morais. Entre as publicações, a mulher acusa o prefeito de “cometer crimes” e mau uso de dinheiro público no show de drones do Réveillon.

As mensagens que constam no processo foram publicadas em um grupo com mais de 450 participantes, entre dezembro de 2023 e janeiro de 2024.

“Por supostas (inexistentes) irregularidades ocorridas na organização do evento, a Querelada afirmou que o Querelante deveria ir para a cadeia, pois teria praticado malversação de recursos públicos e trocado 15 minutos de fogos por muitas vidas”, diz a ação.

Veja também:   Entenda as novas regras para tirar e renovar a CNH