Presbítero evangélico é preso por matar 11 pessoas

Foto: Reprodução/WhatsApp

Um presbítero de uma igreja evangélica foi preso pela Polícia Civil por suspeita de ter matado ao menos 11 pessoas em Pernambuco. De acordo com a corporação, o homem, que tem 30 anos, morava na Paraíba, onde trabalhava como soldador, e era contratado por uma quadrilha para cometer os crimes na Zona da Mata pernambucana.

O homem, identificado como Flávio Severino da Silva, foi preso na quarta-feira (20), na cidade de Quirinópolis, interior de Goiás, numa operação em conjunto com a Polícia Civil de Pernambuco. O g1 tentou, mas não conseguiu localizar a defesa dele.

Veja também:   Homem é preso após risco ao trânsito de ST

Das 11 vítimas, duas não tinham envolvimento com crimes. Uma delas teve a execução filmada por uma câmera de segurança em Vicência

Flávio, segundo a corporação, era o principal alvo da operação Juízo Final, em que foram expedidos dez mandados de prisão temporária e 15 de busca e apreensão contra suspeitos de homicídios e tráfico de drogas. A operação foi deflagrada no dia 8 de dezembro.

O delegado Thiago Henrique, que preside a operação, contou que dez mortes ocorridas em Vicência tiveram a participação do presbítero confirmada. Além disso, outro homicídio ligado a ele aconteceu em Machados.

Veja também:   Empresa emite nota sofre furto de serra-talhadenses

“Ele exercia essa função de pistoleiro a mando de uma organização criminosa, e ele era incumbido da tarefa de eliminar rivais. Essas ordens partiam de dentro dos presídios, tanto que no dia 8, dia da operação, cumprimos mandados de busca e apreensão em diversas unidades prisionais do estado”, afirmou o delegado.

O criminoso o matou e ainda procurou o filho da vítima, que não foi encontrado. Imagens do crime mostram Flávio e um comparsa correndo atrás da vítima, o executando e, em seguida, fugindo do local.