Da Revista Forum

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, afirmou nesta sexta-feira (8) que não planeja reabrir as fronteiras com o Brasil tão cedo por ser algo perigoso, uma vez que o território brasileiro concentra um elevado número de casos de coronavírus.

“Com o que se vive no Brasil, nem passa pela nossa cabeça abrir as fronteiras, já que é o lugar onde talvez haja mais expansão da Covid-19, e isso é uma grande ameaça para nosso país”, disse Abdo, durante uma visita à região de Misiones, segundo o jornal La Nación.

“Já reforcei, militarizei as zonas mais vulneráveis e de maior volume de gente para fazer todo o esforço para diminuir a possibilidade de que ingressem pessoas vindas do lado brasileiro que não respeitem os protocolos”, acrescentou.

O Paraguai, registrou 563 casos de coronavírus e dez mortes. Nesta sexta, o Brasil atingiu quase 10 mil mortes e tem mais de 145 mil pessoas com infecção confirmada.

Abdo celebrou que nenhum paraguaio está em UTI por coronavírus e haver poucos casos de contaminação fora dos abrigos para pessoas vindas do exterior.