MPCO questiona Márcia sobre R$ 1 milhão a Gusttavo LimaPublicado às 13h40 desta sexta-feira (12)

Com informações do Blog do Jamildo

Após o anúncio da contratação do artista Gusttavo Lima para a Festa de Setembro, com um cachê de R$ 1 milhão, a prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado, vem recebendo criticas, e sendo alvo de investigação e polêmica em todo o Brasil.

O Ministério Público de Contas (MPCO) demandou da Prefeitura de Serra Talhada, a revelar cópia dos processos de inexigibilidade de licitação para a contratação de cantores da “Festa Setembro 2022. A procuradora Germana Laureano quer avaliar as justificativas para as contratações, instrumentos contratuais, termos aditivos, notas de empenho e ordens de pagamento.

Veja também:   Jovem é morto e outro é baleado no Agreste de PE

Ao todo, os valores divulgados pela Prefeitura de Serra Talhada já somam R$ 3.366.500,00 (três milhões trezentos e sessenta e seis mil e quinhentos reais). Além dos processos administrativos pelos cachês dos cantores, o MPCO também requisitou informações sobre as “demais despesas previstas para serem custeadas pelos cofres públicos municipais, ou já custeadas, que sejam relacionadas à realização do evento denominado Festa de Setembro 2022, tais como serviços de montagem e desmontagem de estrutura, palco, som, iluminação etc”.

Germana Laureano quer avaliar se Serra Talhada está cumprindo as obrigações sobre a “atual situação previdenciária municipal, como comprovação do regular repasse das contribuições devidas ao RGPS e ao RPPS, evidências de pagamento regular do funcionalismo público municipal, demonstrativos de aplicação de recursos nas ações e serviços públicos de saúde e na manutenção e desenvolvimento do ensino durante o exercício corrente”.

Veja também:   Serra-talhadense conquista o Mini Miss PE

Segundo o MPCO, em outras ocasiões, o órgão defendeu que prefeituras, que não recolheram a previdência e que não estão com a folha salarial dos servidores em dia, não podem realizar festas públicas com altos cachês para artistas. Só Gusttavo Lima receberá R$ 1 milhão de cachê por uma apresentação para a Prefeitura em 7 de setembro. Wesley Safadão, na mesma festa, receberá R$ 700 mil por outra apresentação em 4 de setembro.

O OUTRO LADO

A reportagem do Farol entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da prefeitura, para que alguém comentasse o assunto, mas não obteve retorno.

Veja também:   Serra Talhada das orquestras e bailes dos anos 1950