Professores de PE fazem paralisação de advertênciaDo Diario de PE

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), a ação integra o Dia Nacional de Luta pelo Piso Salarial, Carreira e em defesa do Ensino Médio.
A categoria informou que, por isso, não haverá aulas nas escolas estaduais de Pernambuco, em diversos municípios.
A entidade disse, ainda, que vai realizar um ato público em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no Centro do Recife, a partir das 14h.
O Sindicato informou que “já apresentou a pauta de reivindicações da campanha salarial educacional 2024”, contendo 49 itens para debater nas negociações com o Governo.
 
O quer o sindicato
O sindicato destacou três das principais demandas da “Campanha Salarial Educacional 2024”:
  • Eleições para Diretor/a de Escola
  • Piso Salarial e seu Impacto na Carreira
  • Reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR)
Veja também:   Violações sexuais contra crianças crescem quase 70% no Brasil
O Sintepe informa também que desde janeiro o Governo do Estado não se manifestou sobre o reajuste do Piso Salarial na carreira da educação, como determina a Lei Federal 11.738/2008, a Lei do Piso do Magistério.
Em 2023, o Governo de Pernambuco deixou de fora de qualquer reajuste salarial mais de 52 mil trabalhadores em educação.
Os atos estão programados para os municípios de Recife, Petrolina, Caruaru e Palmares em mais uma das atividades que serão realizadas no âmbito da Campanha Salarial Educacional 2024 do Sindicato.
Veja locais dos atos 
Recife: Em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), às 14h. Endereço: Rua da União, 397 – Boa Vista, Recife-PE.
Caruaru: Em frente ao Grande Hotel, às 9h. Endereço: Av. Rio Branco, 365, Centro, Caruaru-PE.
Palmares: Na Praça Dr. Paulo Paranhos, às 10h. Endereço: Rua Dr. Paulo Paranhos, 2 – São Sebastião, Palmares-PE.
Petrolina: Na Praça do bambuzinho, às 9h30. Endereço: Av. Souza Filho, 675 – Centro, Petrolina – PE.
Recife 
 
Na Rede Municipal de Ensino do Recife também houve paralisação nesta terça (19).
O sindicato da categoria, o Dimpere, realizou um ato público na frente da Câmara Municipal, no Centro.