Um policial militar que atuou no esquema de segurança do protesto realizado no sábado (7), no bairro do Derby, foi afastado do serviço operacional da corporação. A informação foi dada nesta segunda-feira, pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS).

O afastamento vai vigorar, pelo menos, até a conclusão de uma sindicância aberta pela Corregedoria. O nome do PM não foi divulgado. A corporação também não entrou em detalhes sobre a motivação do afastamento. Nesta terça-feira (10), estudantes que denunciam ter sido vítimas de agressões de policiais militares durante os protestos realizados no sábado passado, reúnem-se na sede do Diretório Acadêmico de Pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

O repórter fotográfico do Diário de Pernambuco, Bernardo Dantas, flagrou um desses momentos, quando os PMs repreendem à força uma estudante, perto da Praça do Derby. Aos gritos, ela é puxada pelo braço e jogada na parte de trás da viatura policial, para ser encaminhada à delegacia.

“Leva ela. Bota no xadrez.”, grita um dos PMs. “Ela agora vai ter os 15 minutos de fama. Vai ficar famosa”,completam outros dois. Uma mulher, que presencia a cena, implora para que os policiais não batam na estudante. Antes de fechar a porta da viatura, outro PM xinga a garota. A jovem aparece nas imagens em silêncio, sem reagir à ação.

 

(Do Diário de Pernambuco)

Veja também:   Márcia Conrado diz que judoca de ST na França é motivo de orgulho