Cerca de 200 pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar, abriram o verbo ao microfone durante a segunda manifestação do movimento “Acorda Serra”,nesta sexta-feira (5), com o objetivo de cobrar melhorias para o município. Fizeram couro aos manifestos professores e moto-taxistas.

As críticas citam a falta de investimentos e valorização do professor, em favor da cultura popular, sobre o dinheiro da previdência municipal, em defesa dos animais, melhorias na saúde, contra a homofobia e regularização da categoria dos moto-taxistas da cidade que, ao microfone, ameaçaram realizar um grande ato na cidade contra o silêncio do governo.

Fotos: Alejandro García

 

 

Veja também:   Ladrão é detido por populares ao tentar furtar moto em ST