Quase 30 mulheres detidas por tirar o véuDo Diario de PE

A polícia iraniana deteve cerca de 30 mulheres em Teerã por terem tirado o véu em público para protestar contra o uso obrigatório desde a Revolução Islâmica de 1979, informaram vários veículos locais.

“A polícia prendeu 29 pessoas que perturbaram a ordem social e as entregou à justiça”, indicou em uma declaração a polícia de Teerã, publicada pelas agências de notícias Fars, Ilna e Tasnim, sem dar mais detalhes.

Nos últimos dias, as redes sociais publicaram fotos aparentemente tiradas em Teerã e outras cidades de mulheres na rua com a cabeça descoberta e o véu pendendo em uma vara como desafio.

Veja também:   Trágico acidente próximo a ST mata médico

A lei vigente no Irã desde a Revolução Islâmica de 1979, exige que as mulheres saiam à ruas com um lenço sobre suas cabeças e seus corpos cobertos por roupas mais ou menos longas.

O zelo da polícia na aplicação desta lei diminuiu consideravelmente nos últimos anos. Um número crescente de mulheres em Teerã e outras grandes cidades do país exibem claramente seus cabelos.

Essas ações de protesto seguem o exemplo de uma mulher iraniana presa no final de dezembro depois de ter escalado um mobiliário urbano em Teerã com a cabeça descoberta e seu véu amarrado a ponta de um cabo de vassoura.

Veja também:   Homem depreda carro em bairro de Serra Talhada

A jovem foi libertada após um mês de detenção, de acordo com o advogado Nasrin Sotudeh, que milita em favor dos direitos humanos no Irã.