Da ISTOÉ

Quase 70 enfermeiros e médicos da unidade de tratamento intensivo de um hospital da Espanha contraíram Covid-19 depois de comparecerem a uma festa natalina, disseram autoridades de saúde nesta segunda-feira.

Sessenta e oito médicos do Hospital Universidade Regional de Málaga foram diagnosticados com o coronavírus, informou o governo regional da Andaluzia.

Autoridades de saúde disseram que estão investigando a fonte da infecção, mas acrescentaram que todos estiveram em uma festa de Natal no dia 1º de dezembro à qual 173 pessoas estiveram presentes.

Aqueles que contraíram Covid-19 tinham exames de antígeno ou haviam recebido vacinas de reforço antes de irem à comemoração, segundo autoridades de saúde.

Veja também:   Marconi Santana cumpre agenda em Brasília

Outra possível fonte da infecção pode ter sido uma grande refeição para funcionários do hospital, de acordo com autoridades.

Os infectados exibem sintomas leves.

Autoridades de saúde da Andaluzia recomendam que funcionários de outros hospitais públicos ou privados não compareçam a festas de Natal.

Quatro casos da variante Ômicron foram confirmados nas Ilhas Baleares espanholas, disseram autoridades de saúde locais.

Um pai chegou às Ilhas Baleares recentemente e infectou dois familiares e uma quarta pessoa chegou à Espanha há pouco tempo vinda da África do Sul, disseram autoridades.