FOTOS: ALEJANDRO GARCIA/PAPIRO COMUNICAÇÃO

Cerca de 6 mil pessoas – números divulgados pela presidência – compareceram ao Pátio de Eventos Valdemar de Oliveira, nesta segunda-feira (25), para ver de perto a presidenta Dilma Rousseff, que chegou a surpreender com a sua descontração. Dilma sorriu bastante, fez acenos e até soltou beijinhos e fez gestos de coração ao público. Satisfeita com a acolhida dos sertanejos, a presidenta fez questão de agradecer ao prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque. Ela foi recebida com gritos de “olê, olá, Dilma!”.

“Quero cumprimentar Luciano Duque, o nosso querido prefeito de Serra Talhada. Luciano, eu agradeço a você e a Eduardo Campos, esta recepção calorosa que recebo em Serra Talhada”, declarou Dilma, aproveitando para se dirigir às mulheres sertanejas. “Aproveito para cumprimentar com um beijo no coração às minhas companheiras mulheres”. Mas nem tudo foram flores no discurso da presidenta. Durante cerca de 50 minutos, Dilma fez um fala pautada no exemplo de vida do ex-presidente Lula, e não perdeu tempo para alfinetar o governador Eduardo Campos (PSB), que se movimenta como pré-candidato a presidência da República.

“Nenhuma força política sozinha é capaz de dirigir este país com esta complexidade. Precisamos de parceiros. Precisamos que estes parceiros sejam comprometidos com este caminho”, fez lembrar Rousseff, falando bem próxima do governador. Referindo-se a Adutora do Pajeú, motivo da sua visita, a presidenta foi enfática: “O que estamos fazendo hoje em Serra Talhada deveria ter acontecido há um século atrás. A água é um dos direitos mais sagrados”.

A ORDEM É AVANÇAR

Alheia as intenções do governador socialista, Dilma declarou que pretende avançar com as políticas de combate a seca e já convocou os governadores para uma reunião sobre o tema, no dia 2 de abril. Ela assumiu compromisso de realizar investimentos tão logo termine a estiagem.

Veja também:   Estudantes realizam ação de apoio a adolescente assaltado em ST

“O Governo Federal vai ter um programa de reconstituição de rebanho. Não sou de prometer. Sou de cumprir. Não iremos perder as conquistas nestes dez anos e vamos avançar com mecanismos de combate a seca de forma permanente”, finalizou a presidenta.