Da CNN

Foto: CNN Brasil

Os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) discutiram nesta quarta-feira (12), durante sessão da CPI da Pandemia.

O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou o relator da comissão de “vagabundo”, o que gerou um encerramento da primeira etapa da oitiva do ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten com ânimos exaltados.

“Imagina a situação. Um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como Renan Calheiros”, afirmou Flávio. “Vagabundo é você que roubou dinheiro do pessoal do seu gabinete”, rebateu Calheiros.

O senador Flávio Bolsonaro reagiu após a pressão de senadores por medidas contra Fabio Wajngarten, acusado de mentir à CPI da Pandemia. Renan Calheiros pediu a prisão do ex-secretário, medida que foi rejeitada pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM).

A intervenção do filho do presidente aconteceu após o senador Humberto Costa (PT-PE) propor que a CPI enviasse ao Ministério Público a íntegra do depoimento do ex-secretário para uma investigação.

Em entrevista coletiva após a discussão, Flávio Bolsonaro afirmou que, caso a CPI envie o depoimento de Wajngarten, vai pedir que os demais depoimentos já dados à comissão também sejam submetidos à Procuradoria.