Saiba quais são as cidades mais poluídasDa Folha de PE

A poluição em suas várias formas afeta a vida de milhares de pessoas diariamente. Seja por meio de resíduos sólidos, produtos químicos descartados nos rios e até mesmo lixo nuclear. Confira abaixo as dez cidades mais poluídas do mundo, segundo a TS Ambiental:

A cidade de Linfen, na China, é considerada como a que possui o ar mais poluído do planeta. A exploração de carvão mineral na região dá origem a uma espessa névoa que cobre toda a cidade. Seus moradores, estimados em 4,127 de acordo com censo de 2010, sofrem de graves problemas respiratórios causados pela poluição.

Em Tianjin, também na China, a exploração do chumbo contribuiu fortemente para a contaminação da água e do ar da região, causando intoxicações em sua população frequentemente. A cidade supera em 8,5% os níveis de poluição que seriam considerados o máximo suportável.

Sukinda, na Índia, é conhecida como o grande reservatório de cromo no país. O metal que pode causar câncer, caso ingerido ou inalado, está presente em cerca de 60% da água consumida na região. Segundo publicação da Content Time, 84,75% das mortes nas regiões de mineração, onde praticamente não há regulação alguma, são derivadas de contaminações oriundas do cromo.

Veja também:   Rebelião no Instituto Penal Agrícola resulta em fuga de 200 presos, no interior paulista

Cercada de parques industriais, Vapi, na Índia, sofre com graves problemas de poluição do ar e da água. Os lençóis freáticos estão contaminados com mercúrio em níveis 96 vezes acima do considerado seguro. A taxa de câncer é alta e intoxicações são muito comuns.

La Oroya, na região central do Peru, é a única cidade sul americana na lista. Desde 1920 a empresa Doe Run Corporation atua na exploração de chumbo nesta região, culminando na contaminação de quase 99% da população infantil com o metal, segundo a TS Ambiental. Sua população, estimada em 24 476 habitantes em 2015, teve a expectativa de vida reduzida à somente 40 anos de idade. A poluição do ar é tal que em alguns horários, principalmente ao meio-dia, se torna praticamente irrespirável.

Veja também:   Traficantes pegos com carro roubado em ST são liberados

Dzerzhinsk, na Rússia, foi um grande polo de produção de armas químicas durante a Guerra Fria. Hoje em dia, sua população tem uma das menores expectativas de vida do mundo, somente 47 anos de idade. Ainda existe uma produção químico-industrial no local que impede a diminuição dos níveis de poluição.

Ar poluído, metais pesados, graves problemas respiratórios e chuva ácida. Esta é Norilsk, na Rússia, cidade especializada na fundição de metais altamente tóxicos como cádmio, cobre e arsênio, além de ser responsável por 75% da produção mundial de paládio, metal bastante utilizado em ligas metálicas odontológicas.

Veja também:   Idosos comemoram 75 anos de casados em ST

Chernobyl foi vítima de um acidente nuclear em 1986 e até hoje é coberta por uma núvem tóxica e emite altos graus de radiação que impedem que a vida prospere na região. Diversos casos de mutação e câncer são observados em cidades próximas. Chernobyl é uma cidade fantasma e não se sabe se algum dia será habitável novamente.

Sumqayit ou Sumcavite no Azerbaijão, localizada perto do Mar Cáspio, foi vital para a extinta União Soviética. Devido a intensa exploração de petróleo sem nenhum cuidade, a cidade de 357.900 habitantes sofre com a poluição do ar, mesmo que boa parte das indústrias já tenham parado suas atividades.

A mina de exploração de chumbo em Kabwe, na Zâmbia, foi desativada há pouco tempo, mas os problemas causados ao meio-ambiente perduram, resultando em elevados números de mortes por intoxicação.