Salário mínimo acima de R$ 1.412? Confira lista dos beneficiados
Salário mínimo acima de R$ 1.412? Confira lista dos beneficiados com AUMENTO (Imagem: FDR)

Por FDR Notícias

Para a maioria dos trabalhadores, o novo salário só se reflete no pagamento de fevereiro, correspondente aos dias laborados em janeiro. Domésticas, por exemplo, ainda receberão o antigo piso de R$ 1.320 no início de janeiro, referente à competência de dezembro de 2023.

Aqueles vinculados ao INSS verão o reajuste entre os últimos cinco dias úteis de janeiro e os primeiros cinco dias úteis de fevereiro.

Novo valor do salário mínimo

Mário Avelino, presidente do Doméstica Legal, destaca a necessidade de ajustar o salário de janeiro no pagamento de fevereiro para funcionários que recebem o salário mínimo. Além disso, o reajuste se aplica a situações como férias ou rescisão do contrato.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão (clique aqui)

Cinco estados brasileiros (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro) estabelecem pisos salariais estaduais superiores ao salário mínimo federal, sendo o Rio de Janeiro sem atualizações desde 2019.

Veja também:   13 milhões de brasileiros deixam de passar fome em 2 anos

A implementação do novo salário mínimo segue uma nova regra de correção, considerando a projeção de inflação indicada pelo INPC até novembro de 2023 (3,85%) e o crescimento do PIB de 2022 (2,9%). Esse método resulta no valor de R$ 1.412.

Valor da pensão alimentícia 2024

Alessandro Azzoni, advogado e economista, destaca que a pensão alimentícia deve ser ajustada em janeiro, com pagamento a partir do dia 1º. A pensão não é retroativa, sendo devida sobre o mês corrente.

O aumento do salário mínimo para R$ 1.412 traz implicações significativas para diversos setores, desde o pagamento de trabalhadores domésticos até os benefícios do INSS.

Veja também:   Autoridades denunciam incêndio intencional em parque

O novo valor reflete a implementação de uma fórmula que leva em consideração a inflação e o crescimento do PIB, garantindo um reajuste anual alinhado com as condições econômicas do país.