Sem respostas há 7 meses, família cobra por justiça em ST
Famíliares cobram resposta sobre homicídio – Foto: Arquivo Pessoal / cedida ao Farol de Notícias

Na noite do dia 23 de maio deste ano um motorista serra-talhadense foi morto por disparos de arma de fogo, nas imediações do Sítio Três Passagens, zona rural de Serra Talhada, próximo ao distrito de Santa Rita.

A vítima era Edvaldo Pereira Brasil, 53 anos. Passados sete meses do crime a família ainda amarga a liberdade dos suspeitos e o silêncio da polícia.

Em contato com o Farol de Notícias, nesta sexta-feira (15) o filho de Edvaldo, Cícero Vinicios Pereira Bezerra, lamentou que até o momento nem a Polícia Civil nem o poder judiciário da cidade deram qualquer explicação aos familiares pela morte de seu pai.

Veja também:   Cientistas descobrem objeto mais luminoso do Universo

“Estou aqui entrando em contato com o Farol para fazer um apelo. Já vai fazer 7 meses que mataram meu pai e até a agora a Justiça não fez nada. Meu pai não merecia isso que fizeram com ele, não. Até hoje não vi resultado da Justiça”, clamou Cícero, complementando:

Meu pai só trabalhava, nunca fez o mal a ninguém. Estamos revoltados pela perda do meu pai. Nós queremos justiça. A sociedade está toda revoltada com a justiça, meu pai era um cidadão de bem. Até a agora a Justiça não mostrou trabalho, os [suspeitos] tudos soltos”.

Veja também:   Mais de 3,8 mil aparelhos são bloqueados em uma semana em aplicativo

RELEMBRE O CASO

Homem é morto a tiros quando buscava passageiro em ST