Servidores dizem que estão sendo perseguidos por secretária em ST

Publicado às 10h deste sábado (5)

Servidores públicos de Serra Talhada afirmam que estão sofrendo retaliação e perseguição por parte da Secretaria de Serviços Públicos.

Em contato com a reportagem do Farol de Notícias, um funcionário do município declarou que a secretária Simone Daniel tem realizado listas de frequência dos trabalhadores e aplicando descontos nos salários, mesmo em situações de falta por doença.

Segundo o serra-talhadense, que pede anonimato por receio de retaliações, mesmo que apresente declaração e atestado médico o dia de trabalho está sendo retirado da folha de pagamento.

Veja também:   Lula é aprovado por 37% e reprovado por 27% em avaliação estável após 5 meses

“A secretária Simone Daniel assumiu a pasta de Serviços Públicos, mas tem perseguido pessoas que adoecem por qualquer enfermidade. Os operadores de máquinas pesadas e caminhões, caso quebre o dia que o equipamento está no conserto é descontado do trabalhador. E o pagamento dos salários que é bom nada, contratados estão sem receber”, comentou o servidor, complementando:

“Estão fazendo frequência de todos os funcionários. A secretaria mais atuante de Serra Talhada persegue os funcionários. Mesmo com justificativa por doença, atestado médico. A postura da secretária é autoritária, está parecendo uma ditadura e se contradiz ao slogan da prefeita, não está cuidando do trabalhador do município”.

Veja também:   Homem que morreu ao cair de cachoeira tentando fazer selfie

OUTRO LADO

A reportagem do Farol de Notícias entrou em contato com a Secretária de Serviços Públicos para esclarecer as denúncias apresentadas pelo leitor. Até o fechamento desta edição, Simone Daniel não se pronunciou sobre o assunto,