SES passa a vacinar contra HPV com apenas 1 dose
Foto: Reprodução/Blog Alvinho Patriota

Incorporada ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) em 2014 – e disponível no calendário nacional básico para crianças e adolescentes -, a aplicação da vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV), principal causa do câncer de colo do útero, segue em 2024 novas recomendações, indicadas pelo Ministério da Saúde (MS). A principal delas foi a adoção da dose única, exclusivamente para meninas e meninos de 9 a 14 anos. Quem já recebeu a dose antes da decisão do MS, datada de 02 de abril, têm o esquema considerado completo.

Estudos demonstram que uma dose única da vacina contra HPV é suficiente para imunizar crianças e adolescentes. Além disso, adotar uma  aplicação contribui para ampliar a cobertura vacinal, aumentando a adesão à vacina. A finalidade da mudança é, principalmente, alcançar o maior número possível de pessoas vacinadas antes dos 15 anos de idade.

Veja também:   Entenda como fica a vacinação contra o HPV no Brasil

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

“A vacinação é uma grande ação de prevenção de doenças. A pandemia da Covid-19 veio para nos lembrar disso. O mundo está melhor, nos dias atuais, em relação ao coronavírus, porque a vacina nos salvou. Da mesma forma, a gente tem a vacina contra o HPV para prevenir o câncer de colo de útero, que mata uma mulher por dia aqui no Estado. Mulheres jovens, em idade produtiva. Por isso, precisamos focar na vacinação das nossas crianças e adolescentes para prevenir doenças”, afirma a secretária de saúde de Pernambuco, Zilda Cavalcanti.

Veja também:   Gerente da XI GERES fala sobre 'Geres Percorre'

A SES-PE tem realizado, mensalmente, vacinações nas escolas da rede pública de Pernambuco, com autorização prévia dos pais, desde março de 2023 até o presente momento. Ações feitas em parceria com os municípios e a Secretarias de Educação do Estado (SEE). A estratégia oportuniza a vacinação contra o HPV – e outros imunobiológicos – ao público em idade escolar.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

“É muito importante essa articulação de vacinar pessoas em idade escolar, no local onde passam boa parte do tempo durante a semana. Além de conscientização, nós levamos saúde para os pernambucanos e ajudamos a diminuir o número de diversas doenças”, afirma a superintendente de imunizações do Estado, Jeane Tavares.

Veja também:   Entenda como fica a vacinação contra o HPV no Brasil