Do Folhape

Foto: Alexander Nemenov / AFP

Militares russos fuzilaram sete pessoas em uma casa da localidade de Pravdyne, na região de Kherson (sul da Ucrânia), e depois explodiram a casa, anunciou nesta quarta-feira (13) a Procuradoria-Geral ucraniana.

“De acordo com a investigação, os militares russos fuzilaram seis homens e uma mulher na localidade de Pravdyne. Com a intenção de dissimular o crime, os ocupantes explodiram a casa onde estavam os corpos das pessoas fuziladas”, afirmou a Procuradoria em um comunicado.

A Procuradoria indicou que está adotando medidas para “identificar as vítimas” e estabelecer as circunstâncias da tragédia, ao mesmo tempo que abriu uma investigação por violações das leis e usos da guerra associadas ao assassinato premeditado”.

Desde o início de março, as forças russas controlam a cidade de Kherson e várias localidades da região.

Veja também:   Motorista de aplicativo expulsa mulher que fez comentário racista