Da Folha de PE

O cantor e compositor Silvério Pessoa anunciou o lançamento do single “Caveira de Cavalo”, que traz uma atmosfera sonora inspirada na psicodelia pernambucana e propõe uma reflexão sobre o vazio do amor. A faixa estreia na próxima sexta-feira (18), como cartão de visita do seu novo álbum, “Sangue de Amor”, que estará disponível para o público em abril.

Em “Caveira de Cavalo” o artista lança um olhar dramático sobre a morte do amor, suas causas e seus desdobramentos, fruto de reflexões sobre este sentimento durante sua estadia no sul da França.

Entre diálogos com amigos e leituras, como a Divina Comédia de Dante, o pernambucano se inspirou em paisagens densas e encontrou a simbologia da caveira de um cavalo para retratar a ausência desse sentimento.

“Esta é uma canção que traz uma abertura de portal, uma reflexão sobre o que é o vazio do amor e a aridez da falta da existência desse sentimento. Uma novela visual no qual através de cenas que eu imaginei se passando em uma local de extrema aridez e extrema vitalidade também”, conceituou.

Nesse drama musical, Silvério aposta nas guitarras ardidas, ferozes e angustiadas de Yuri Queiroga, que também gravou duras linhas de baixo, que ambientam um cenário da própria visão do inferno. A música revive a cena da psicodelia pernambucana, inspirada principalmente na década de 70, nos trabalhos de Ave Sangria, Lula Côrtes, entre outras bandas e artistas que marcaram essa época.

Sangue e Amor

O single é um aperitivo para o novo disco “Sangue de Amor”, inspirado em múltiplas reflexões sobre a complexidade desse sentimento. O álbum conta com participações como Fernanda Takai, Paulo Miklos, Natascha Falcão, Ylana Queiroga, Marco Polo, Aelis Loddo, Bruna Caram e Laís de Assis.

Veja também:   Casal coloca churrasqueira em quarto para se esquentar e morre asfixiado

Se Caveira de Cavalo propõe uma visão sobre a morte do amor, a música “Ela e o Amor”, primeiro single desse projeto lançado em 2019 e que fecha o disco, faz um contraponto sobre a esperança no amor. Esse lançamento conta com o apoio do Funcultura e do Governo do Estado de Pernambuco.

Sobre o artista

Silvério Pessoa é um cantor e compositor pernambucano, nascido em Carpina, Mata Norte do Estado, que vivendo a efervescência do movimento Manguebeat em meados dos anos 90, bebeu destas fontes para criar seus primeiros trabalhos, como o grupo Cascabulho. O imaginário da zona da mata e da metrópole segue ladeando também seu trabalho autoral solo.

Além da pesquisa sonora que passeia entre os gêneros nordestinos, o pernambucano também traz em seus trabalhos referências dos costumes e modos do seu povo e aposta nas mesclas entre gêneros como ciranda com baião, forró com maracatu, Rock com pop e punk e intervenções eletrônicas, como uma identidade sonora marcante.

Somando quase três décadas de carreira musical, Silvério conta com uma discografia robusta com nove álbuns lançados, que lhes rendeu premiações e turnês pelo Brasil e Europa, circulando em importantes festivais como Sfinks Festival, na Bélgica, e Fete de la Music, em Paris. Passou também pela Espanha, Dinamarca, Alemanha, Bélgica e Suíça e marcou presença no Rainforest Festival, na Ilha de Borneo, Malásia. Chegando no Oriente, Silvério se apresentou no Centro de Tóquio.

Agora, após um hiato de seis anos sem lançamentos, Silvério apresenta uma nova fase artística e se prepara para estrear seu novo disco solo.