sinpro-st7-1

Foto: Farol de Notícias / Manu Silva

Publicado às 05h10 desta sexta-feira (21)

Os professores continuam pressionando a Prefeitura de Serra Talhada em busca do repasse de um fundo federal referente a 2015, que de quase R$ 2 milhões destina a categoria cerca de R$ 400 mil. O pleito está sendo proposto pelo Sindicato dos Professores do Estado de Pernambuco (Sinpro-PE). Em conversa com o FAROL DE NOTÍCIAS, George Sanguineto, diretor jurídico do sindicato, informou que juntamente com a professora Toinha, protocolou uma solicitação na sede do governo e em breve deverão marcar uma assembleia com os educadores.

Veja também:   Jovem é assassinado a tiros nesta segunda em Itapetim; cidade registra 3º homicídio do ano

“Estivemos com o secretário Renato Godoy e ele nos pediu uma documentação. Não trouxemos antes por conta do período eleitoral, que mesmo que eles quisessem fazer um rateio como esse não poderiam, a Justiça não permitiria. Passado esse impedimento, protocolamos um documento na prefeitura, solicitando que dos quase R$ 2 milhões, R$ 674 mil fica para os investimentos e os outros R$ 409 mil tem que ser dividido com os professores, na faixa de R$ 500 para cerca de 850 professores”, explicou o sindicalista, completando:

Veja também:   Adolescente sofre acidente em Serra Talhada

“Solicitamos uma resposta no prazo de 48 horas, mas caso a prefeitura demore um pouco mais para dar essa resposta e que seja uma resposta positiva, não há problema para a categoria, vamos ficar muito felizes. Após essa resposta do governo, o Sinpro marcará uma assembleia com os professores para repassar esses informes e articular outras pautas com a categoria”.