Sport pode ocupar lista de melhor ataque nos pontos corridos

Foto: Igor Cysneiros/SCR

Por Folha de Pernambuco

Ter o melhor ataque da Série B do Campeonato Brasileiro e, ainda assim, não conseguir o acesso à Série A. Isso é o que pode acontecer com o Sport. Clube com mais gols no torneio, tendo 55 em 37 jogos realizados, o Leão pode não subir de divisão e integrar a indesejada lista que já tem outras equipes que passaram pela mesma frustração.

Desde a adoção do formato de pontos corridos na Série B, a partir de 2006, apenas outros três clubes terminaram o torneio com o melhor ataque e não subiram. Há 17 anos, a sina foi do Paulista. Mesmo balançando as redes 72 vezes, o time ficou em quinto. Na ocasião, inclusive, o Sport comemorou o acesso à Série tendo feito “apenas” 57.

Veja também:   "Fracasso retumbante", diz diretor do Náutico após eliminação

Em 2017, um novo quinto colocado que também não subiu mesmo tendo o melhor ataque. O Londrina fez 56 gols, 10 a mais que o líder América-MG, mas que não foram suficientes para garantir lugar na elite nacional. No ano seguinte, o Atlético-GO terminou em sexto, com 57 bolas na rede. Mais do que o grupo que ficou no G4.

O caso mais recente foi em 2020. Sétima colocada, a Ponte Preta marcou 54 gols. A diferença para o campeão da Série B, a Chapecoense, foi de 12 a mais, sendo 11 em comparação com o vice-líder, o América-MG.

Veja também:   Carrasco do Real Madrid reencontra rival na semifinal da Champions League

Em comum em todos os casos, as equipes sofreram com os gols sofridos, com um saldo que explicou em parte o insucesso na temporada. No caso do Sport, o clube levou 39, tendo a segunda pior defesa entre os postulantes ao acesso na rodada final – a exceção é o Atlético-GO, que tomou 45.

Artilheiro não joga

O Sport, vale citar, tem o terceiro goleador da Série B, Vagner Love, com 11 gols. O atacante, porém, está machucado e desfalca a equipe no duelo diante do Sampaio Corrêa, sábado (25), na Ilha do Retiro, na rodada final do torneio. Os maranhenses estão em 15º, brigando contra o rebaixamento.

Veja também:   FUTEBOL: Serra Talhada decepciona e deixa escapar o sonho de chegar à Série D

“Todos os jogos são difíceis. Independente de estar brigando lá em cima ou não. Eles precisam do resultado, então será uma partida complicada. Precisamos vencer para ter um gostinho de que ainda é possível conquistar o acesso”, disse o atacante Edinho.

Para obter o acesso, o Sport, em oitavo, com 60 pontos, tem de vencer e torcer pelo tropeço de pelos quatro dos cinco clubes que estão acima e ainda não garantiram o lugar na elite nacional em 2024. Casos de Juventude (3º, com 62), Vila Nova (4º, com 61), Atlético-GO (5º, com 61), Novorizontino (6º, com 60) e Mirassol (7º, com 60).