Serra-talhadense vai parar no SPC após clonagemPublicado às 05h57 deste sábado (17)

Após ter seus documentos pessoais clonados, uma serra-talhadense, de 49 anos, viu seu nome ir parar no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Serasa).

A vítima relatou que uma pessoa desconhecida usou seus dados para pedir um cartão de crédito em uma grande rede de lojas.

O cartão foi utilizado em diversas compras, inclusive em Serra Talhada. A mulher não divulgou o valor total das compras e da dívida forjada em seu nome, as quais não foram pagas.

Veja também:   Surgem revelações do encontro entre Márcia e Marília rumo a 2024

A 177ª Circunscrição de Polícia Civil local deverá investigar o caso.