Suposto advogado dá golpe de R$ 18 mil em ST

Publicado às 10h desta quarta-feira (8)

Para bancar o processo de auxílio-maternidade, um suspeito de estelionato se passa por advogado e consegue dar golpe em duas agricultoras, deixando um prejuízo superior a R$ 18 mil. Na última quarta-feira (1) uma agricultora de 55 anos, moradora do distrito de Luanda, na zona rural de Serra Talhada, recebeu mensagens via WhatsApp que correspondiam ao processo.

A vítima detalhou a polícia que o suposto funcionário de um escritório de advocacia da cidade entrou em contato informando que o seu processo seria encaminhado para outro advogado e lhe passou o contato telefônico. Nesta segunda fase do golpe, o estelionatário pediu dados pessoais que mais tarde seriam utilizados para a realização de um empréstimo em um banco digital no valor de R$ 17.106,00.

Veja também:   Campanha coleta doações para o Abrigo Ana Ribeiro

De acordo com o suspeito, para desbloquear do “falso benefício” a vítima deveria transferir R$ 1 mil para o pagamento de um alvará. A segunda vítima, uma jovem de 25 anos, pagou o valor solicitado, mas não obteve mais retorno. Dois dias depois as vítimas retornaram a Delegacia de Polícia Civil para complementar o boletim de ocorrência. Segundo ela, o empréstimo teria sido realizado com parcelas de R$ 462.