Suspeito de destruição a loja em ST é identificado

Publicado às 05h30 desta terça-feira (14)

Após o caso de arrombamento e furto de uma loja de celulares na travessa Cazé Romão, o popular “beco do banco”, no Centro de Serra Talhada, o suspeito foi identificado  no início da tarde da última quinta-feira (9) caminhando tranquilamente pelas ruas da cidade.

O Farol de Notícias apurou que o jovem, de 20 anos, morador do bairro Bom Jesus, já conhecido pela polícia por passagens em outros crimes, confessou ter furtado uma extensão e duas caixas de som do estabelecimento. Em depoimento a polícia, o serra-talhadense investigado contou que vendeu um dos equipamentos por R$ 40.

Veja também:   Trump faz suposição que Hitler 'fez muitas coisas boas', segundo novo livro

A polícia também conseguiu identificar o comprador do equipamento, que custa em média R$ 200. O jovem, que também é residente do bairro Bom Jesus deverá responder por receptação de produtos furtados e o Termo Circunstancial de Ocorrência foi registrado em seu desfavor.

RELEMBRE O CASO

O crime ocorreu por volta das 5h30, e imagens de câmeras de segurança flagraram a ação do rapaz identificado usando chinelos, bermuda jeans e camisa de botão, quando invade a loja arrombando a porta de ferro e quebrando uma vitrine. A ação gravada pelo circuito de câmeras internas, mostra o rapaz pegando as duas caixas de som [veja o vídeo].

Vídeo flagra invasão, furto e destruição de loja em ST