Vacinas anticovid salvaram ao menos 1,4 milhão de vidas na Europa
Vacina contra a Covid-19 – Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Folha de Pernambuco

As vacinas contra a covid-19 salvaram pelo menos 1,4 milhão de vidas na Europa, disse nesta terça-feira (16) o chefe regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), Hans Kluge, lembrando que o vírus chegou “para ficar”.

“Hoje, 1,4 milhão de pessoas na nossa região – a maioria idosos – podem desfrutar da vida com os seus entes queridos porque tomaram a decisão vital de serem vacinados contra a covid-19”, afirmou Hans Kluge em coletiva de imprensa online.

Veja também:   Disputa política em ST começa esquentar 1 ano antes

Segundo dados da OMS, até 19 de dezembro de 2023, foram notificados mais de 277,7 milhões de casos de covid na região, que abrange 53 países e se estende à Ásia Central, assim como mais de 2,2 milhões de mortes.

“À medida que aprendemos a conviver com os vírus respiratórios, é absolutamente vital que as populações vulneráveis se mantenham atualizadas sobre as vacinas contra a covid e a gripe”, disse ele.

“É essencial que a Europa continue investindo na sua saúde. Corremos o risco de não estarmos preparados para qualquer eventualidade excepcional, como o surgimento de uma nova variante mais grave da covid-19 ou de um patógeno ainda desconhecido”, destacou Kluge.
Ele destacou a necessidade de esforços em termos de financiamento para melhorar a situação dos profissionais da saúde e reduzir a escassez de medicamentos básicos.

“Estou profundamente preocupado que a saúde desapareça da agenda política e que não consigamos resolver o problema da bomba-relógio que o nosso pessoal de saúde enfrenta”, sublinhou.

Veja também:   Moradores de ST vivem onda de furtos e denunciam sexo ao ar livre