Vandinho diz que já ingressou com 43 ações contra Márcia

Foto: Farol de Noticias-Licca Lima

Publicado às 14h desta quinta-feira (9)

Quem pensa que o vereador Vandinho da Saúde, líder da  bancada de Oposição, se abalou com a derrota sofrida na Câmara, nessa terça-feira (7), pode tirar ‘o cavalinho da chuva’. Ele teve seu Requerimento 082-2023 derrotado por 12 votos a 3, mas vai partir para o enfretamento.

O parlamentar queria a convocação da secretária de Finanças, Cibele Alves, e a contadora Valéria Alves. O objetivo era que ambas detalhassem o suposto rombo de R$ 25 milhões deixado pelo ex-prefeito Luciano Duque. O anúncio partiu do líder governista, Ginclécio Oliveira. Toda a bancada governista votou contra o requerimento.

“O motivo de eu mandar esse requerimento é para a gente esclarecer a verdade aqui em Serra. Se realmente o líder está falando a verdade, não tem para que esconder. As duas pessoas mais  adequadas para dizer que, de fato essa informação é verídica ou não, é a secretária de finanças e a contadora do município que fez parte da gestão anterior e faz parte dessa gestão. Então quando eu pedi a presença deles aqui não foi para expor. Não adianta querer fazer confusão, jogar a minha pessoa contra eles, eles contra eu. Não tenho inimizade com ninguém, não tenho dificuldade de falar com eles em hipótese alguma”, explicou Vandinho.

Veja também:   Canadense visita ST para abraçar estudante da zona rural

Ainda durante a conversa com o Farol, o parlamentar oposicionista fez um balanço das ações já impetradas contra o governo Márcia Conrado, e aconselhou ao colega a fazer a mesma coisa contra o agora deputado Luciano Duque, caso tenha provas de alguma irregularidade durante os oito anos de mandato do ex-gestor.

“Então assim, oriento o líder do Governo, Gin Oliveira fazer já que ele está tentando provar que o ex-prefeito roubou, que o ex-prefeito fez isto, desviou recurso, fez isso, fez aquilo; entre com uma ação na justiça. Isso é simples. É fácil. Eu mesmo já entrei com 43 representações no Ministério Público, Ministério Público Federal, Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça. Agora mesmo eu pedi duas informações, uma à Secretaria de Saúde e outra a Secretaria de Educação. Eu solicitei os repasses previdenciários, os extratos dos repasses previdenciários pra o IPPS e eles não me forneceram. O que foi que eu fiz? Entrei com mandado de segurança, aí eles vão ter que passar as informações. Tu acha que o cara roubou? Deixou um rombo? entra na justiça para que a justiça possa punir o cara”, cravou.

Veja também:   Paulo anuncia inauguração de hospital em ST

CORTINA DE FUMAÇA

Na opinião do vereador, os 12 vereadores que votaram contra a convocação dos secretários, estão tentando criar uma ‘cortina de fumaça’ para encobrir as fraquezas da gestão Márcia Conrado.

“Há uma cortina de fumaça. Estão criando uma cortina de fumaça para tentar esconder os problemas de Serra Talhada debaixo de um tapete, criando uma cortina de fumaça para que a verdade não venha à tona. Mas eu vou continuar fazendo o meu papel como parlamentar, sem agredir ninguém, sem bater em mesa. Se não quiser me passar as informações, eu tenho outros meios legais para que eu possa obter essas informações que é a justiça aqui no Brasil”.

Veja também:   Notívagos têm risco de morte precoce